10 Evidências de que as plantas são mais inteligentes do que imaginamos

Ciência, Desocultando Nenhum comentário em 10 Evidências de que as plantas são mais inteligentes do que imaginamos

Sabemos que as plantas são vitais para o equilíbrio dos ecossistemas e sem elas a Terra já teria se tornado um planeta bem menos confortável para a vida como a conhecemos. Mesmo sabendo de sua importância o ser humano continua de diversas formas interferindo em grandes áreas verdes, seja com queimadas ou desmatamento, continuamos infringindo destruição as plantas que funcionam quase que como um ser vivo único de escala global.

Evidências de que as plantas são mais inteligentes do que pensamos

Portanto separamos uma lista com evidências de que as plantas são dotadas de uma inteligência fascinante e curiosa. Após o final dessa lista, com certeza você vai achar que o filme Fim dos Tempos agora faz até que um pouco mais de sentido.

1. As plantas se comunicam com insetos
Algumas plantas desenvolveram uma estratégia de sobrevivência que é o equivalente químico de enviar um pedido de socorro. Está estratégia consistem em, as plantas, quando entram em estado de alerta por estarem sendo atacadas produzem e liberam substâncias químicas no ar com o objetivo de atrair outros predadores. Um exemplo são as plantas de tabaco quando são atacadas por lagartas, elas liberam uma substância química no ar, que atrai insetos predadores destas mesmas lagartas que estão devorando suas folhas.

2. As plantas tem memória
Um grupo de cientistas descobriu através de diversas experiências que as plantas são capazes de armazenar informações baseadas em suas experiências com o meio ambiente. Os cientistas iluminaram as plantas com um tipo específico de luz com comprimento de onda diferenciado ao do ambiente por 1 hora e logo em seguida expuseram as plantas a um agente biológico nocivo para elas, como um vírus. As plantas conseguiram combater a ameaça produzindo substancias parecidas com anticorpos. Finalizada a ameaça, as plantas não mais produziram aquele tipo específico de substância, até que foram expostas uma segunda ao mesmo tipo de luz pela mesma duração. O processo de produção de seus “anticorpos” foi quase que instantâneo ao fim do tempo de 1 hora de exposição à luz. Isso mostra que as plantas se lembram dos cenários em que são “atacadas” e podem reagir mais rapidamente a essas situações de perigo, tomando como base suas experiências passadas.

3. As plantas criam redes de comunicação
Alguns tipos de plantas terrestres são ligadas por uma espécie de pequenos corredores que não ficam expostos, porém tem a importante função de passar informações de defesa entre os diversos ramos que crescem próximos uns aos outros. Morangos e trevos, por exemplo, quando atacados por insetos, enviam alertas por toda a rede, e isso faz com que as ramificações que ainda não foram atacadas, construam defesas aos invasores, que podem ser a produção de toxinas químicas que vão deixar suas folhas menos “apetitosas” aos insetos.

4. As plantas crescem de forma diferente em resposta a sons
A bióloga Monica Gagliano da Universidade de Western Australia descobriu que as raízes da planta do milho emitem um ruído parecido com cliques a uma freqüência de 220 Hz. Certos experimentos foram planejados e a bióloga e sua equipe decidiram plantar na água milho hidropônico. No mesmo tanque, eles colocaram um ponto emissor de som que também enviava ondas sonoras a frequencia de 220Hz. Conforme cresciam as raízes de inclinavam em direção a fonte de ruído continuo, alterando seu crescimento natural. Os cientistas ainda não sabem o real motivo por trás das plantas desenvolverem essa função de emitir e detectar sons mas esperam coletar mais dados de seus estudos e formular algumas teorias a cerca dessa diferente capacidade das plantas.

5. As plantas medem o tempo
Para saberem quando é o momento certo das plantas florescerem, elas registram, através de proteínas, a quantidade de luz a que estão expostas. Dessa forma, as plantas conseguem medir a passagem de tempo e sabem que quando recebem luz suficiente durante um ciclo de 24 horas as proteínas encarregadas por essa analise da luminosidade recebida, ativa o ciclo de florescimento.

6. As plantas distinguem acima e abaixo
Não importa onde elas estejam plantas irão sempre crescer suas raízes para baixo, onde a terra estiver. Alguns cientistas já estão realizando experimentos e o melhor chute até agora é que as plantas conseguem perceber a gravidade.

7. As plantas identificam se estão cercadas por outras da mesma espécie
Algumas plantas como Impatiens pallida destinam menos energia ao crescimento de suas raízes quando estão rodeadas de várias de suas espécies, pois conseguem facilmente trocar nutrientes com elas. Já quando estão em ambientes com outras plantas que não se relacionam geneticamente, elas aceleram o crescimento de suas raízes e também de suas folhas.

8. As plantas alertam mesmo em diferentes espécies
A planta do fumo consegue recebe sinais de plantas como a Artemisa tridentata. Cientistas descobriram que quando o fumo é plantado próximo desta planta, consegue evitar ser devorado por herbívoros com maior frequência, via um sinal da Artemisa, que faz com que o fumo fabrique químicos preventivos que fazem suas folhas menos atraentes para seus predadores.

9. As plantas usam camuflagem
Uma espécie de planta chamada Dormideira Mimosa pudica, quando se sente ameaçada, ao invés de usar químicos para repelir seus predadores, dobra suas folhas para que estas aparentem ser menores e menos suculentas. Herbívoros que buscam estas plantas como fonte alimentícia acabam por procurar outras plantas para servirem de banquete.

10. As plantas conseguem direcionar seu crescimento em busca de luz
Cientistas identificaram uma proteína que faz com que as plantas cresçam mais quando estão no escuro, em busca de fontes de luz. Esta proteína também faz com que as plantas sejam capazes de perceber a disposição da luz ao seu redor e conseguem por fim direcionar seu crescimento para poder encontrar o sol.

Fonte: io9.com

Comentários

O Desocultando é um agregador de conteudo singular que tem como principal objetivo centralizar e divulgar informações
relacionadas ao oculto, o sobrenatural, ciência, conspirações, contatos extraterrestes e mistérios em geral.


Desocultando | Aqui o oculto é revelado © 2020.


n

Back to Top